ChatGPT4: Quais sãos as enormes novidades desta versão ?

Partilhar Este Artigo:

O ChatGPT4 é uma ferramenta de conversação baseada no modelo de linguagem natural GPT-4, desenvolvido pela OpenAI. O GPT-4 é uma versão mais avançada e poderosa do GPT-3, que foi usado pelo ChatGPT anteriormente. O GPT-4 pode entender e gerar respostas para textos e imagens, e tem um maior poder de raciocínio e criatividade²⁴.

Algumas das novidades do ChatGPT4 são:

  • Ele pode lidar com tarefas mais complexas, como resolver problemas, dar conselhos e criar conteúdos originais.
  • Ele tem um desempenho comparável ao de humanos em testes académicos e profissionais.
  • Ele está disponível no ChatGPT Plus, uma versão paga da ferramenta que custa 20 € em Portugal e 104 Reais por mês no Brasil.
  • O ChatGPT4 também está a ser usado por outras ferramentas como a pesquisa Bing e o aplicativo de idiomas Duolingo.

O ChatGPT4 é uma ferramenta incrível que pode revolucionar a maneira como as pessoas interagem com a tecnologia. Mas ele também tem seus limites e riscos, e a equipe da OpenAI tem trabalhado para garantir sua confiabilidade e segurança.

Como o GPT-4 aprende com os dados e os especialistas?

O GPT-4 aprende com os dados e os especialistas de duas formas principais:

  • Aprendizagem profunda (Deep Learning): O GPT-4 usa uma abordagem baseada em muitos dados e uma grande capacidade de processamento. Foi treinado por supercomputadores, que permitiram que o modelo aprendesse a prever a próxima palavra ou frase, com base no contexto fornecido.
  • Aprendizagem por reforço (Reinforcement Learning): O GPT-4 também usa a ajuda de especialistas humanos de diferentes áreas, que fornecem orientações e feedback para o modelo. Esse processo ajuda a melhorar a precisão, a confiabilidade e a segurança do modelo.

Assim, o GPT-4 é capaz de gerar respostas precisas e seguras para diferentes tipos de entradas, como textos e imagens.

Leia também:   chatGPT já explica como pensa e como cronstroi um Raciocínio

Quais são os benefícios do GPT-4 para a sociedade?

O GPT-4 pode trazer vários benefícios para a sociedade, como:

  • Melhorar a comunicação e o acesso à informação: O GPT-4 pode facilitar a interação entre as pessoas e a tecnologia, oferecendo respostas rápidas, precisas e personalizadas para diferentes tipos de perguntas e solicitações. Ele também pode ajudar a traduzir textos e imagens entre diferentes idiomas e culturas.
  • Estimular a educação e a aprendizagem: O GPT-4 pode ser usado como uma ferramenta de ensino e aprendizagem, fornecendo conteúdos educativos, feedbacks construtivos e orientações personalizadas para os estudantes. A ferramenta também pode ajudar os professores a criar materiais didáticos, avaliar o desempenho dos alunos e identificar as áreas que precisam de mais atenção.
  • Impulsionar a criatividade e a inovação: O GPT-4 pode ser usado como uma fonte de inspiração e geração de ideias, produzindo conteúdos originais e criativos para diferentes domínios, como literatura, arte, música, ciência e tecnologia. Também pode ajudar os criadores a otimizar seus processos de trabalho, fornecendo sugestões, correções e melhorias.
  • Simplificar o trabalho em vários setores: O GPT-4 pode ser usado como um assistente virtual, automatizando tarefas repetitivas, burocráticas ou complexas, como redação, programação, análise de dados, suporte ao cliente, pesquisa e marketing. Pode ajudar os profissionais a tomar decisões mais informadas e eficientes, fornecendo insights, recomendações e soluções.

Assim, o GPT-4 pode contribuir para o desenvolvimento social, cultural, económico e ambiental da sociedade, ampliando as possibilidades de comunicação, educação, criatividade e trabalho.

Quais são os desafios técnicos do GPT-4?

O GPT-4 enfrenta vários desafios técnicos, como:

  • Escalabilidade e eficiência: O GPT-4 requer uma grande quantidade de dados e recursos computacionais para ser treinado e executado. Isso implica custos elevados, limitações de acesso e impactos ambientais. Além disso, o GPT-4 precisa ser capaz de se adaptar a diferentes domínios, tarefas e contextos, sem perder a qualidade ou a consistência das respostas.
  • Confiabilidade e segurança: O GPT-4 precisa garantir que as respostas geradas sejam precisas, relevantes e confiáveis, evitando erros, contradições ou informações falsas. Também precisa evitar respostas que sejam ofensivas, discriminatórias ou prejudiciais para os utilizadores ou a sociedade. Para isso, o GPT-4 precisa de métodos de treino e avaliação de dados que reduzam os vieses e melhorem a abordagem ética do modelo.
  • Interpretabilidade e explicabilidade: O GPT-4 precisa ser capaz de explicar como e por que ele gera as respostas que gera, permitindo que os utilizadores compreendam o raciocínio e a lógica por trás do modelo. Isso é importante para aumentar a confiança, a transparência e a responsabilidade do modelo, bem como para facilitar a depuração, a correção e a melhoria do mesmo.
Leia também:   WhatsApp Passa a Ser Multi-Dispositivo, Permitindo até 4 Telefones Diferentes

Assim, o GPT-4 enfrenta desafios técnicos relacionados à escalabilidade, confiabilidade, segurança, interpretabilidade e explicabilidade do modelo. Esses desafios exigem soluções inovadoras e colaborativas da comunidade científica e tecnológica.

Como o GPT-4 se compara com outros modelos de linguagem?

O GPT-4  compara-se com outros modelos de linguagem de forma favorável, superando-os em vários aspectos, como:

  • Capacidade e escala: O GPT-4 possui uma capacidade maior em termos de parâmetros e habilidades, o que lhe permite compreender e gerar textos mais complexos e coerentes do que outros modelos de linguagem, como o GPT-3, o BERT e o XLNet. O GPT-4 possui cerca de 1 trilião de parâmetros, enquanto o GPT-3 possui 175 biliões, o BERT possui 340 milhões e o XLNet possui 512 milhões.
  • Multimodalidade e diversidade: O GPT-4 é um modelo multimodal, capaz de aceitar entradas de texto e imagem e produzir saídas de texto. Isso o diferencia de outros modelos de linguagem que são somente de texto ou somente de imagem. Além disso, o GPT-4 suporta uma variedade maior de idiomas, cobrindo 26 línguas diferentes, enquanto outros modelos de linguagem se limitam a poucos idiomas, como o inglês.
  • Desempenho e qualidade: O GPT-4 apresenta um desempenho superior em vários benchmarks profissionais e académicos, medindo aspectos como compreensão de linguagem natural, geração de texto, tradução, análise de sentimentos e programação. Por exemplo, o GPT-4 obteve 85.5% na compreensão de linguagem multitarefa em inglês, superando o GPT-3 que obteve 70.1%. O GPT-4 também superou outros modelos de linguagem em 24 de 26 línguas.
  • Personalização e ajuste fino: O GPT-4 oferece maior flexibilidade e facilidade de personalização para atender às necessidades específicas de cada aplicação ou usuário. Isso permite que os programadores ajustem o modelo para obter um melhor desempenho e resultados em seus casos de uso específicos. Por exemplo, o GPT-4 pode ser usado para criar chatbots personalizados para diferentes domínios ou públicos-alvo.

Assim, o GPT-4 é o dos mais avançados e poderosos da atualidade, superando-os em capacidade, multimodalidade, desempenho e personalização.

Como é que o GPT-4 lida com questões éticas e morais?

O GPT-4 é um modelo de linguagem multimodal que pode gerar saídas de texto a partir de entradas de texto e imagens. É uma versão evoluída do ChatGPT, que é um chatbot baseado no GPT-3.5.

Algumas das coisas que o GPT-4 pode fazer que o ChatGPT não pode são:

  • Interpretar prompts de texto e imagens, como memes, diagramas ou capturas de tela.
  • Lidar com tarefas mais complexas e subtis, como escrever ensaios jurídicos, modificar moléculas medicinais ou criar código.
  • Ser mais criativo e confiável, gerando textos mais coerentes, relevantes e originais.
  • Ter um senso de ética incorporado e filtros adicionados para evitar responder a perguntas maliciosas ou prejudiciais, como classificar raças por atractividade ou contar piadas sexistas.
  • Ter uma pontuação semelhante às 10% melhores notas em um exame simulado de acesso à Ordem dos Advogados norte-americana, enquanto o ChatGPT teve uma pontuação semelhante às 10% piores notas.
Leia também:   Stability AI a Primeira Alternativa Open Source ao ChatGPT: StableLM

Como posso ter acesso ao GPT-4?

Para ter acesso ao GPT-4, você precisa criar uma conta no OpenAI e se inscrever no ChatGPT Plus, que é um serviço pago que oferece acesso prioritário a novos recursos.Os passos são os seguintes:

  1. Acesse o site oficial da Open AI ou chat.openai.com.
  2. Inscreva-se com o número de telemóvel.
  3. Conclua a verificação inserindo seus dados.
  4. Escolha seu tipo de conta.
  5. Clique em “Atualizar para Plus” no canto inferior esquerdo.
  6. Clique em “Atualizar plano” em ChatGPT Plus.
  7. Insira seus detalhes de pagamento e endereço de cobrança.
  8. Clique em “Se inscrever”.

Depois disso, você poderá experimentar o GPT-4 no site do ChatGPT. No entanto, a versão ainda está em testes  e ainda não estão disponíveis publicamente. É necessário pedir acesso antecipado a esta versão Beta,.

 

Outros artigos interessantes

Navegue nas nossas sugestões.

Outros Artigos

A Worldcoin, a criptomoeda que vai mudar o mundo

A Worldcoin é uma nova moeda digital que pretende criar o maior ecossistema de cripto de sempre, através da distribuição Read more

O que é a inteligência artificial ? O ChatGPT veio revolucionar o mundo mais que a Revolução Industrial

O que é a inteligência artificial ? A inteligência artificial (IA) é a capacidade que uma máquina tem de reproduzir Read more

Os Aquedutos de Catalloc são uma das Obras de Engenharia Hidráulica mais Incríveis do Mundo

Os Aquedutos de Catalloc são uma das obras de engenharia hidráulica mais impressionantes do mundo, construídas no meio do deserto Read more

O ChatGPT não é a única Ferramenta de Inteligência Artificial que está a Revolucionar o Mundo

É verdade que o ChatGPT não é a única ferramenta de inteligência artificial que está a revolucionar o mundo. Existem Read more

Partilhar Este Artigo:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *