Tenha uns Intestinos Saudáveis com a Ingestão destes Frutos e Verduras

Partilhar Este Artigo:

Existem muitas frutas e vegetais que são bons para o bom funcionamento dos intestinos, pois contêm fibras e água que estimulam os movimentos intestinais e favorecem a formação das fezes. Alguns exemplos são:

  • Mamão: cada 100 g de mamão tem em torno de 2g de fibras, além de ter boas quantidades de magnésio, um mineral que estimula os movimentos intestinais.
  • Laranja: a laranja é rica em água. Uma parte da fruta que é rica em fibras. Uma laranja média (180g) tem cerca de 4,4 g de fibras e 155g de água.
  • Ameixa: a ameixa, tanto na versão fresca quanto na forma desidratada, tem boas quantidades de fibras. Cada unidade de ameixa seca tem cerca de 1,2 g de fibras e uma unidade de ameixa fresca contém em torno de 0,6 g de fibra.
  • Abacate: o abacate é um campeão em teor de fibras: cada 100 g dessa fruta fornece cerca de 6 g de fibras. Além disso, o abacate também é rico em gorduras saudáveis que facilitam a eliminação das fezes pelo intestino.
  • Banana – A banana é uma fruta que tem várias propriedades para o intestino, como: Regula o funcionamento do intestino: a banana é rica em fibras alimentares, que ajudam a regular o trânsito intestinal, prevenindo e tratando a constipação ou a diarreia. As fibras também aumentam a sensação de saciedade e regulam os níveis de açúcar no sangue. Além disso, a banana contém amido resistente, um tipo de carbohidrato que não é digerido pelo organismo e serve de alimento para as bactérias benéficas do intestino. Essas bactérias produzem ácidos graxos de cadeia curta que melhoram o funcionamento do intestino e previnem doenças inflamatórias.
  • Maçã:A maçã é uma fruta que tem várias propriedades para o intestino, como: Regula o funcionamento do intestino: a maçã é rica em fibras alimentares, que ajudam a regular o trânsito intestinal, prevenindo e tratando a constipação ou a diarreia. As fibras também aumentam a sensação de saciedade e regulam os níveis de açúcar no sangue. Além disso, a maçã contém pectina, uma fibra prebiótica que serve de alimento para as bactérias benéficas do intestino, equilibrando a flora intestinal e auxiliando no combate à prisão de ventre

índice

Leia também:   Receita Deliciosa : Como fazer panquecas super deliciosas em Casa

Vegetais

Os vegetais são alimentos que ajudam o intestino a funcionar bem, pois contêm fibras e água que estimulam os movimentos intestinais e favorecem a formação das fezes. Alguns exemplos de vegetais bons para o bom funcionamento dos intestinos são:

  • Vegetais folhosos: como espinafre, bertalha, acelga, rúcula, alface e couve são ricos em fibras com propriedades laxantes. Além disso, quando esses vegetais são consumidos crus, fornecem ótimas quantidades de água.
  • Alcachofra: a alcachofra é rica em fibras solúveis e insolúveis que aumentam o volume das fezes e facilitam a sua eliminação. Além disso, a alcachofra também contém compostos que estimulam a produção de bile, um líquido que auxilia na digestão das gorduras.
  • Banana verde: a banana verde é uma boa fonte de amido resistente, um tipo de carboidrato que não é digerido pelo organismo e serve de alimento para as bactérias do intestino. Essas bactérias produzem ácidos graxos de cadeia curta que melhoram o funcionamento do intestino e previnem doenças inflamatórias.
  • Cebola e alho: esses vegetais contêm fruto-oligossacarídeos (FOS), um tipo de fibra solúvel que também alimenta as bactérias do intestino e contribui para a saúde intestinal. Além disso, cebola e alho têm propriedades antibacterianas e antifúngicas que combatem os micro-organismos nocivos ao intestino.
  • Espinafres: Os espinafres são vegetais que têm várias propriedades para o intestino, como: Melhoram a digestão e o trânsito intestinal: os espinafres são ricos em fibras alimentares, que ajudam a prevenir e tratar a constipação intestinal. As fibras também aumentam a sensação de saciedade e regulam os níveis de açúcar no sangue. Além disso, os espinafres contêm clorofila, que tem ação desintoxicante e ajuda a limpar o trato intestinal

Esses são apenas alguns exemplos de vegetais que podem ajudar a soltar o intestino. É importante também beber bastante água e praticar atividade física regularmente para manter o intestino saudável.

Quais são os benefícios do intestino saudável?

O intestino saudável tem vários benefícios para o organismo, como:

  • Absorver os nutrientes e a água que ingerimos, mantendo o corpo nutrido e hidratado.
  • Produzir boa parte da serotonina, um neurotransmissor que regula o humor, o sono, a libido e o apetite. A falta de serotonina pode levar a ansiedade, depressão, insônia e desânimo.
  • Fortalecer o sistema imunológico, pois o intestino abriga milhões de bactérias benéficas que defendem o organismo de microorganismos prejudiciais e ensinam o sistema imunológico a identificar “inimigos”.
  • Eliminar as toxinas e os resíduos que não podem ser absorvidos pelo corpo, evitando problemas como prisão de ventre e diarreia.
  • Regular os hormônios e outros neurotransmissores, influenciando o funcionamento de todo o corpo e a saúde mental.
Leia também:   Receita Deliciosa : Como fazer panquecas super deliciosas em Casa

Portanto, manter um intestino saudável é essencial para a qualidade de vida e a prevenção de doenças.

Como saber se o meu intestino está saudável?

Para saber se o seu intestino está saudável, você pode observar alguns sinais, como:

  • A Sua resposta imunológica está eficiente: como o intestino abriga cerca de 70% das células que compõem o sistema imunológico, se ele estiver saudável, você terá mais resistência a infecções e doenças.
  • Você não sente dores intestinais ou abdominais: os distúrbios digestivos normalmente vêm acompanhados de muitos sintomas, e a dor intestinal/abdominal é um deles. Se você não sente esse tipo de desconforto, pode ser um sinal de que seu intestino está funcionando bem.
  • A consistência e textura das suas fezes está correta: o ideal é que as fezes tenham um formato “salsicha” e não sejam nem muito duras ou muito moles, além de saírem sem esforço. Se elas estiverem dentro deste padrão, pode ser um sinal de que seu intestino está ótimo.
  • Você tem um padrão de defecação: o normal é ir ao banheiro pelo menos uma vez por dia, mas isso pode variar de pessoa para pessoa. O importante é que você tenha uma regularidade e não fique muito tempo sem evacuar.

Esses são alguns indícios de que o seu intestino está saudável. Porém, se você tiver algum sintoma como diarreia ou prisão de ventre constante, excesso de gases intestinais, barriga inchada, perda de sangue nas fezes ou perda de peso sem razão aparente, procure um médico para avaliar a sua saúde intestinal.

Como fazer um exame para verificar a saúde do intestino?

Existem vários exames que podem verificar a saúde do intestino, dependendo do tipo de alteração que se quer investigar. Alguns dos principais são:

  • Exame de fezes: é um exame simples e não invasivo que analisa uma amostra de fezes para identificar a presença de sangue, parasitas, bactérias ou outros micro-organismos que podem causar infecções ou doenças intestinais.
  • Colonoscopia: é um exame que avalia a parede do reto e do intestino grosso por meio de uma pequena câmera introduzida pelo anus. Permite identificar e remover pólipos, tumores ou outras alterações que podem indicar câncer ou inflamação intestinal. É necessário um preparo especial com dieta e laxantes antes do exame e geralmente é feito sob sedação.
  • Colonoscopia virtual: é um exame que cria imagens tridimensionais do intestino por meio de uma tomografia computadorizada. Permite visualizar o reto e o intestino grosso sem a necessidade de sedação ou contraste. Porém, se forem encontradas alterações suspeitas, pode ser necessária a colonoscopia convencional para confirmar o diagnóstico.
  • Retossigmoidoscopia: é um exame que utiliza um tubo rígido ou flexível com uma câmera na ponta que é introduzido pelo ânus e observa o reto e a parte final do intestino grosso. Permite detectar e remover alterações que podem indicar câncer ou inflamação nessa região. Pode ser feito sem sedação.
  • Endoscopia digestiva alta: é um exame que utiliza um tubo flexível com uma câmera na ponta que é introduzido pela boca e observa o esófago, o estômago e o duodeno. Permite identificar e tratar alterações como úlceras, gastrites, esofagites ou tumores nessa região. É necessário um jejum prévio e geralmente é feito sob sedação.
Leia também:   Receita Deliciosa : Como fazer panquecas super deliciosas em Casa

Esses são alguns dos exames mais comuns para verificar a saúde do intestino. O médico pode indicar qual o mais adequado de acordo com os sintomas, o histórico clínico e os fatores de risco de cada pessoa.

Outros artigos interessantes

Navegue nas nossas sugestões.

Outros Artigos

Receita Deliciosa : Como fazer panquecas super deliciosas em Casa

As panquecas são uma das delícias mais antigas da humanidade e, ainda hoje, é um dos alimentos mais populares em Read more

Partilhar Este Artigo:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *